Homem que esfaqueou marido de sua ex diz que vítima teria molestado sua filha - CASTANHEIRAS NEWS - O SEU PORTAL DE NOTICIAS

Post Top Ad

ANUNCIE CONOSCO - (69) 98431 - 0154

Homem que esfaqueou marido de sua ex diz que vítima teria molestado sua filha

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS



O segurança Jamerson Rodrigues Martins, que aparece nas imagens do circuito de segurança de uma borracharia tentando esfaquear o companheiro de sua ex-esposa, falou com a reportagem do Folha do Sul Online e relatou os motivos que o levaram a "perder a cabeça" e quase cometer uma loucura.

Segundo Jamerson, que se diz arrependido e que agiu de "cabeça quente", ele está separado da esposa da vítima há mais de um ano e jamais se opôs a seus relacionamentos, já tendo ele mesmo se envolvido com outras mulheres.

Porém, a cerca de 10 meses, ele descobriu que o atual marido de sua ex tentou molestar sua filha de apenas 10 anos e acabou ficando com as crianças, após a mulher proteger o acusado e optar por entregar os filhos a ele.

Desde então, Jamerson afirma nunca mais ter tido paz, pois jamais "engoliu" a atitude do padrasto das crianças, que chegou a sair da cidade por um tempo, para fugir dele e mesmo assim ambos trocavam ofensas e ameaças por telefone, até que na tarde de quarta-feira, 06, a situação saiu do controle e quase virou uma tragédia.

"Graças a Deus não matei ele, mas qualquer pai que seja homem de verdade, tenho certeza que faria o mesmo que eu, pois a minha ex comprou até um celular pra minha filha pra ela poder negar o que ele fez, e que ela mesma contou pra uma prima", relatou o segurança.

Jamerson afirmou ainda que nem a família da ex apoia o relacionamento dela, pois acreditam fielmente que ambos se uniram para comprar o silêncio da menina, com medo de serem presos e que a ex tentou agredir a filha quando soube dos fatos, afirmando que era um complô dela com o pai para destruir sua felicidade.

"Ela só não deu a nossa casa para um advogado pra defender o marido porque a irmã dela não deixou", afirmou.

Por fim, Jamerson relatou que vai se apresentar à polícia porque não é bandido, apenas agiu por raiva, por ver que o homem que segundo ele tentou violentar sua filha, tem a possibilidade de sair impune por causa da negligência da mãe de seus filhos.

"Até a psicóloga estranhou a mudança na versão da minha filha e por causa de tudo o que a minha ex colocou na cabeça da menina, aquele cara não vai pagar pelo que fez. Sei que não tenho o direito de tirar uma vida, mas não sou um assassino, sou apenas um pai desesperado", concluiu Jamerson, apresentando o registro da ocorrência de estupro de vulnerável consumado registrado por ele, contra o marido da ex no dia 24 abril de 2020.

Fonte: Folha do Sul - Em Polícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANUNCIE CONOSCO - (69) 98431 - 0154
loading...