Quatro jovens são assassinados com tiros na cabeça em chácara - CASTANHEIRAS NEWS , O SEU PORTAL DE NOTICIAS

+ NOTICIAS

Post Top Ad

DIVULGUE CONOSCO - castanheirasnewsoficial@gmail.com

Post Top Ad

DIVULGUE CONOSCO - (69) 98431-0154

segunda-feira, 29 de abril de 2019

Quatro jovens são assassinados com tiros na cabeça em chácara


Quatro jovens foram encontrados mortos na madrugada deste sábado (27), embaixo de uma árvore, em uma chácara na zona urbana do município de Arenápolis (a 242 quilômetros de Cuiabá). As duas vítimas do sexo masculino foram identificadas como, Lucas Mateus da Silva Julio, de 18 anos, e A.F.V.14 anos.

As vítimas femininas ainda não foram identificadas, uma vez que, segundo a Polícia Civil, uma delas é do município de Denise e a outra de Nova Marilândia. As famílias das duas possíveis vítimas foram acionadas para fazer o reconhecimento das jovens.

De acordo com a Polícia Civil, a chacina ocorreu em uma chácara na zona urbana, localizada no final de uma rua, local onde a vítima A. residia. Nos fundos da propriedade, havia um pasto com uma árvore, onde os corpos dos quatro jovens foram encontrados em cima de um colchão. Todas as vítimas foram mortas com disparos de armas de fogo na cabeça.

Segundo a avó de um dos menores, os jovens levaram o colchão para debaixo da árvore há cerca de cinco dias, quando as meninas chegaram e desde então ficavam no local. Por volta da meia noite, a testemunha ouviu disparos de arma de fogo, porém não levantou para ver o que tinha ocorrido.

Além da Polícia Civil a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) estiveram no local para realização de perícia e outros procedimentos que possam auxiliar na investigação. O local não possui câmeras de segurança e nem há testemunhas oculares do crime.

Segundo o delegado, André Barbosa, o menor A. possui várias passagens criminais, inclusive por homicídios e é provável que estava reunindo com grupo para praticar outros crimes na cidade e região.  “As diligências estão em andamento e vamos trabalhar na identificação e qualificação das vítimas e também com a oitiva de testemunhas que possam auxiliar o esclarecimento do crime”, disse.


FONTE : OLHAR DIRETO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

DIVULGUE CONOSCO - (69) 98431-0154