Polícia fecha laboratório de falsificação de documentos - CASTANHEIRAS NEWS , O SEU PORTAL DE NOTICIAS

+ NOTICIAS

Post Top Ad

DIVULGUE CONOSCO - castanheirasnewsoficial@gmail.com

Post Top Ad

DIVULGUE CONOSCO - (69) 98431-0154

quarta-feira, 3 de abril de 2019

Polícia fecha laboratório de falsificação de documentos



Um grande laboratório de falsificação de documentos públicos e privados na região do Araguaia foi desarticulado pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças (509 km a Leste), na “Operação Forger”, deflagrada na manhã desta quarta-feira (03).
Foram apreendidas mais de 104 identidades falsificadas, várias fotografias, escrituras públicas de terrenos urbanos e rurais, carimbos, entre outros insumos usados nas falsificações.
O suspeito já era investigado em quatro inquéritos policiais que tramitam na Delegacia de Roubos e Furtos que apuram falsificação de escrituras públicas, certidões de inteiro teor, certidões dominiais e procurações falsas.
A ação para dar cumprimento a um mandado de busca e apreensão foi realizada na cidade de Aragarças, Estado de Goiás, e resultou na apreensão de farta quantidade de provas da prática criminosa de falsificação por parte de um grupo liderado pelo investigado A.A.O..
“O local alvo do mandado de hoje pode ser considerado o maior laboratório de falsificação de documentos existente da região, com intensa atuação em diversos municípios de Mato Grosso, uma vez que foram localizados cópia de escrituras públicas de imóveis situados, desde Colniza até São Félix do Araguaia.
De acordo com o delegado da Derf-Barra do Garças, Wilyney Santana Borges Leal, vários integrantes da quadrilha foram presos em flagrante pela Polícia Civil em fevereiro. Na ocasião, os envolvidos estavam tentando vender um terreno em Barra do Garças, usando uma procuração falsa. Com os indícios é também possível afirmar que eram feitos todos os tipos de falsificação, desde Guia de Transporte Animal (GTA) à clonagem de cheques”, destacou Wilyney Santana.
Nas buscas, os investigadores encontraram: impressora, notebook, HDs, 104 cédulas de identidade aparentando ser falsificadas, carimbos de cartórios oficiais de diferentes Estados como, do 4º Tabelionato de Notas de São José do Rio Preto (SP), do Cartório 1º Ofício de Aragarças (GO), do Cartório 2º Ofício de Aragarças (GO) e Cartório 2º Ofício de Barra do Garças (MT, papéis em branco e timbrados do Cartório 2º Ofício de Notas da cidade de Mineiros (GO), vários documentos aparentando falsificados, seja material ou ideologicamente, contratos, cédulas pignoratícias, certidão de nascimento e óbito, certidões de interior teor, certidões dominais e escrituras de imóveis urbanos/rurais.
Questionados sobre os fatos, o suspeito confessou as falsificações, assumindo que comete os crimes há mais de 10 anos. Toda a documentação apreendida será analisada e periciada, visando responsabilizar os envolvidos bem como os beneficiários das falsificações. “Existem escrituras desde Colniza até São Félix do Araguaia, o que leva a crer que esse indíviduo prestava serviços para quadrilhas especializadas nesses tipos de crimes”, completou o delegado. As diligências continuam para conclusão e o suspeito responde pelos crimes de falsificação de documento público, falsificação de documento privado, falsidade ideológica, estelionato e associação criminosa.
Da Midia News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

DIVULGUE CONOSCO - (69) 98431-0154