Juiz nega liberdade a mulher que agrediu idosa até a morte - CASTANHEIRAS NEWS , O SEU PORTAL DE NOTICIAS

+ NOTICIAS

Post Top Ad

DIVULGUE CONOSCO - castanheirasnewsoficial@gmail.com

Post Top Ad

DIVULGUE CONOSCO - (69) 98431-0154

terça-feira, 5 de março de 2019

Juiz nega liberdade a mulher que agrediu idosa até a morte


O juiz Carlos Alberto Garcete, negou o pedido de revogação da prisão preventiva de Pâmela Ortiz de Carvalho, de 36 anos. Ela está presa desde a última segunda-feira (25) em Campo Grande, quando confessou à polícia ter agredido até à morte a moradora Dirce Santoro Guimarães Lima, de 79 anos.

A intenção da defesa era de que Pâmela fosse mantida em prisão domiciliar ou no mínimo transferida do Presídio Feminino Irmã Irma Zorzi, em Campo Grande, onde ela estaria sendo ameaçada por outras detentas.

Quanto às ameaças o juiz oficiou a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) solicitando que a agência relate a real situação da suspeita na prisão, para que a partir do relatório possa dar um novo parecer sobre o caso.

A advogado de Pâmela, Edmar Soares da Silva também havia solicitado que o processo sobre o crime fosse mantido em segredo de justiça, o que também foi negado. Na decisão, Garcete ainda ressaltou que a mulher apresenta extensa lista de ações penais em andamento em quase todas as varas criminais da Capital. São oito em andamento, em seis varas criminais diferentes.

O crime - Pâmela só admitiu ter assassinado a idosa ao ser informada pela polícia que câmeras de segurança haviam flagrado o momento em que ela saiu com Dirce no sábado (23), dia do desparecimento no Bairro Santo Antônio.

Antes de saber das imagens, ela havia negado até mesmo ter encontrado a vítima. Ainda conforme a investigação, as duas saíram juntas para tentar resolver os débitos que a mulher teria feito nos cartões de crédito da vítima. Elas se desentenderam, Pâmela agrediu Dirce até a morte e abandonou o corpo.

Pâmela alega que durante uma discussão, a idosa ameaçou denunciá-la pelas compras usando indevidamente o nome de Dirce. Ela disse ainda que a aposentada tentou sair do carro em movimento e caiu, batendo a cabeça no meio-fio. Desesperada e temendo ser descoberta, a mulher conta que pegou a cabeça da vítima e esmagou contra a guia.

Além de prestar serviço como motorista de idosos, Pâmela se apresentava como policial.

Fonte: Campo Grande News


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

DIVULGUE CONOSCO - (69) 98431-0154